>> notícias | interna | Como especificar forros para ambientes corporativos

Crédito: divulgação

Optar pelo melhor forro em um ambiente corporativo exige uma análise global do projeto, do conceito até a finalidade de cada ambiente. É o que diz uma matéria publicada pela Revista aU – Arquitetura e Urbanismo – na edição 268 Julho/2016. A Athié Wohnrath é uma das fontes da reportagem que destacou o projeto da sede da Cargill, em São Paulo, assinado pela A|W.


FORROS MINERAIS
TÊM VÁRIOS TIPOS DE BORDA, EM QUE O PERFIL PODE
FICAR APARENTE, SEMIOCULTO OU OCULTO, SENDO REMOVÍVEIS. É POSSÍVEL ATRIBUIR DIFERENTES PADRÕES DE ACABAMENTO, MANTENDO A FACILIDADE DE MANUTENÇÃO”
Sérgio Athié

Além da harmonia estética e funcional, manutenção e interface com outros sistemas – como iluminação, ar-condicionado e proteção contra incêndios – andam juntos no projeto. (…) Além disso, o trabalho da manutenção deve ser facilitado, uma vez que escritórios não podem parar as operações. O material não pode ser frágil ou acumular sujeira com facilidade. Características que, segundo arquitetos, são atendidas com folga com o forro modular. Dentro dessas exigências também é possível encontrar acabamentos diferentes.

CAC define o isolamento lateral para as salas vizinhas através do forro, desde que as divisórias tenham isolamento elevado. Os índices de CAC dos forros minerais variam de 30 dB a 49 dB, e, quanto maior este valor, maior o sigilo e privacidade obtidos por meio do forro. "O CAC é medido em função da acústica. É um índice importante porque diz se o forro é indicado para determinado ambiente. O gesso, por exemplo, tem menor eficiência acústica", aponta Camila. Outro fator de desempenho dos forros acústicos é o aw, que permite a classificação da absorção sonora em Classes A, B, C, D ou E, segundo a ISO 11.654.

É possível, ainda, inserir elementos que melhorem a eficiência do forro. O espaço do entreforro pode ser um atenuador de ruído com a especificação de baffles, por exemplo. Forros metálicos apresentam pouca eficiência acústica, mas com a adição de materiais como a lã mineral no miolo o NRC pode chegar a 90 - superior à média dos forros minerais de mercado. O desenvolvimento de novas soluções também vem em auxílio. "Já existe uma tecnologia nacional de manipulação e reciclagem de alumínio liga AA, que produz forros metálicos de alta performance", lembra Alexandre Cafcalas.

Confira a matéria clicando aqui.

Comentários 0

Deixe um Comentário