A|W & trends

Por que os escritórios serão importantes no pós-covid-19?

Por que os escritórios serão importantes no pós-covid-19?

By Andrea de Paiva

Os escritórios vão mudar no pós-covid-19?

Sim, o ambiente do escritório será ainda mais valorizado por oferecer determinadas características físicas e sensoriais que nem todos conseguem ter em casa. O tempo de ocupação dos escritórios pode diminuir, mas o tempo dedicado a ele será de maior qualidade.

O tempo dedicado ao trabalho no escritório será uma importante estratégia para garantir a oferta de espaços “saudáveis” para os colaboradores, já que não temos acesso nem influência sobre o ambiente residencial de cada um.

Algumas das características do ambiente do escritório serão pensadas com o intuito de oferecer experiências físico-sensoriais que ajudem na manutenção da saúde física e mental dos colaboradores no curto e no longo prazo.

Como os ambientes corporativos podem estimular os colaboradores?

Oferta de espaços de convívio social para a criação de vínculos entre os colaboradores e com a empresa, para o estabelecimento da cultura empresarial, para garantir a colaboração e a troca de informações;

Oferta de espaços de silêncio e privacidade para momentos que requerem concentração e foco, servindo como um respiro para aqueles que têm uma vida muito movimentada ou que moram suas famílias e não conseguem ter muita privacidade e silêncio em casa;

Oferta de espaços estimulantes e diferentes, característica fundamental para a manutenção da saúde e eficiência cerebral no longo prazo, resultando na melhora da memória, no aprendizado e na performance;

Oferta de espaços e mobiliários não apenas ergonômicos e confortáveis, mas que estimulem o corpo a adotar diferentes posturas em momentos distintos do trabalho. Por exemplo: trabalhar de pé, em banquetas, em cadeiras, poltronas, sofás. A neuroarquitetura vem mostrando que as posturas que adotamos ao longo do dia influenciam no estado mental e na performance em diferentes atividades;

No aspecto do design ativo, existe a oferta de espaços caminháveis já que, mesmo que o escritório não tenha uma pista de cooper ou equipamentos para atividade física, os ambientes e proporções são diferentes e, na maioria dos casos, maiores que as residências dos colaboradores. Assim, andar até uma sala de reunião ou até o toalete já é mais estimulante do que andar em casa da sala até o banheiro, ativando a circulação e gerando benefícios para a saúde mental e física;

Oportunidade de criação de rotinas que são importantes para que o cérebro identifique os diferentes momentos do dia e se ative de maneira eficiente para responder a cada um deles. O simples fato de ir até o escritório, de carro ou transporte público, por exemplo, já é uma pequena rotina bastante relevante, que ajuda a “aquecer” o cérebro, a prepara-lo para entrar no estado mental adequado para o trabalho que será realizado na sequência;

Oferta de ambientes mais flexíveis que o residencial, podendo ser alterado facilmente de acordo com a necessidade do momento;

Oferta de condições sensoriais adequadas: iluminação, estímulos sonoros, biofilia, texturas, cheiros. Isso gera impacto no processo de memorização de novas informações, na recuperação de memórias já armazenadas e no aprendizado. Ao evocar diferentes emoções através dos estímulos físico-sensoriais, a geração de vínculo com a empresa e a criação de memórias afetivas é diretamente afetada;

Sensação de controle, o que ajuda a aumentar a satisfação e a motivação. Por incrível que pareça, home office nem sempre é a melhor opção para aqueles que querem maior liberdade e controle da própria vida. Em casa, com a família, muitas vezes deixamos de ter controle do nosso próprio espaço, que se mistura com o da família toda. Ter privacidade, não ser interrompido, ter silêncio, fazer uma reunião no ambiente mais adequado, todas essas podem ser experiências difíceis para quem mora com a família;

Oportunidade de se afastar de problemas pessoais e estar num espaço “seguro”, apropriado para as atividades a serem realizadas;

Como os escritórios do futuro atrairão gente?

As pessoas já estão mudando sua forma de perceber o espaço e o tempo por conta do enclausuramento imposto. Todos estão tendo oportunidade de sentir na pele os impactos que uma rotina e um ambiente inadequados podem gerar na saúde mental e física. Por isso, a busca por espaços mais “saudáveis”, que ajudem na manutenção do bem-estar, vai ser ainda mais intensa.

O ambiente corporativo que trabalhe em conjunto não apenas características físicas do espaço, mas também as sociais e culturais, envolvendo a relação entre as pessoas, as diferentes atividades oferecidas e as rotinas estabelecidas, sempre com foco na saúde e no bem-estar dos colaboradores tende a ser um grande atrativo para as pessoas.

O estilo de vida que levamos atualmente é, na maioria das vezes, estressante. Síndrome de burnout, ansiedade, depressão, síndrome do pânico, todos esses transtornos da modernidade são influenciados pela vida que levamos. O ambiente físico, social e cultural é uma variável importante para ajudar a lidar com o stress da vida moderna. Por isso, escritórios que visem oferecer esse tipo de ambiente conseguirão não apenas atrair mais colaboradores, mas aumentar a geração vínculo e a satisfação de seus colaboradores.

 

related articles